Rua Pereira Alves (Cocotá) - CEP: 21910-275


Filho de Manoel Rodrigues Pereira Alves e Maria Máxima Alves; e marido de D. Eulália da Rocha Pereira Alves (1879-1973) professora primária bastante conhecida pelos mais antigos moradores, Salustiano Antônio Pereira Alves nasceu em 28 de fevereiro de 1857 e faleceu no dia 30 de março de 1918. Foi o primeiro administrador do cemitério da Cacuia, e, talvez, às custas disto, sua sepultura recebeu o número 1, localizada em frente ao prédio da administração.
No entanto, o cemitério, que antes funcionava na Freguesia, foi inaugurado em 23 de janeiro de 1904.
Antes da transferência, a Ilha do Governador tinha seus dois cemitérios localizados na Freguesia, nas proximidades da igreja de Nossa Senhora da Ajuda. Um deles era destinado aos membros da Irmandade do Santíssimo Sacramento e o outro para os demais moradores.
Embora o cemitério do Cacuia já tivesse suas obras iniciadas em novembro de 1889, foi somente após a visita, em 1903, do prefeito Pereira Passos (1902-1906), para a inauguração da ponte de atracação da Freguesia, que este determinou a mudança dos cemitérios, em regime de urgência, tendo em vista o estado de abandono dos mesmos.
Em 23 de janeiro de 1904, já se encontrava em funcionamento no Cacuia. Em 1915, a Prefeitura do Distrito Federal deu prazo até o dia 26 de junho, para que fossem retirados todos os despojos dos antigos cemitérios da Freguesia.
O cruzeiro foi erguido graças a colaboração voluntária dos moradores e inaugurado em 1937.
Já Salustiano Pereira Alves foi homenageado com o nome da rua onde residiu, no Cocotá.

Com informações da Wikipedia, Rotary Ilha (www.rotaryilha.org.br/node/49), http://fotolog.terra.com.br/ilhadogovernador:833 e http://fotolog.terra.com.br/ilhadogovernador:1622
Foto (reprodução dos anos 10): http://fotolog.terra.com.br/ilhadogovernador:833

PRINCIPAL