Praça do Grego (Jardim Guanabara) - CEP: 21940-450


Adonis Joanes Margaronis nasceu em Atenas, em 20 de janeiro de 1910 e veio para o Brasil em 26 de janeiro de 1947, sendo registrado como Antônio Margaronis.
Seu primeiro emprego no Brasil foi como eletricista do Moinho Inglês. Na sequência, onde hoje está o restaurante chinês Oriento Palace (na Rua Jorge de Lima, também no Jardim Guanabara), fixou residência e, no mesmo prédio, estabeleceu, além da casa propriamente dita, um bar, restaurante e armazém, "conjugados".
Segundo seu filho Panagiotis, a casa foi "o segundo comércio do Jardim Guanabara, atrás da [então] churrascaria Martins" (posterior Provisório), onde ficou até 1951.
Naquele mesmo ano, mudou-se para a Rua Paracaúba, 5 (um dos lados da praça que leva nome em sua homenagem) e transformou a garagem do prédio (cujo segundo andar era único, com seis quartos, onde a família residia) em um mercadinho (para a burocracia oficial, Rua Paracaúba, 5-A).
Posterior e parelamente ao Mercadinho do Grego (cujo nome de fantasia se preserva até hoje, quatro donos depois), teve um boxe no extinto - desde 1972 - Mercadinho Jardim Guanabara (na próxima Rua Engenheiro Rozauro Zambrano).
Nos anos 70, graças ao amigo (já falecido) Miracy Caiado, médico e então administrador regional, o logradouro defronte à lojinha (que era conhecido como "praça dos eucaliptos", devido às árvores no local) foi oficializado pelo poder público como Praça do Grego.
Ainda segundo o filho, nem as placas com o novo nome a administração forneceu, cabendo ao comerciante pagar a confeção e colocação no local...
Vendeu o negócio em 1974, ao se aposentar, vindo a falecer em 7.7.77.

Agradecimentos a Panagiotis Margaronis pelas informações e cessão da foto
Curiosidade: apesar de constar na nomenclatura oficial e com CEP próprio, a Praça do Grego hoje não tem, oficialmente, nenhum morador nem assinante

PRINCIPAL