Rua República Árabe da Síria (Portuguesa) - CEP: 21931-370


A Síria (oficialmente República Árabe Síria) é um país árabe no Sudoeste Asiático que faz fronteira com o Líbano e o Mar Mediterrâneo a oeste, Israel a sudoeste, Jordânia ao sul, Iraque a leste e Turquia ao norte.
O nome Síria, antigamente, compreendia toda a região do Levante, enquanto atualmente abrange os locais de antigos reinos e impérios, incluindo as civilizações de Ebla do terceiro milênio antes de Cristo. Na era islâmica, sua capital, Damasco, foi a capital do Império Omíada e a capital provincial do Império Mameluco. Damasco é largamente reconhecida como uma das cidades mais antigas continuadamente habitadas do mundo.
A Síria de hoje foi criada como mandato francês e obteve sua independência em abril de 1946, como uma república parlamentar. O pós-independência foi instável, e um grande número de golpes militares e tentativas de golpe sacudiram o país no período entre 1949-1970. A Síria esteve sob estado de sítio desde 1962, que efetivamente suspendeu a maioria das proteções constitucionais aos cidadãos. O país vem sendo governado pelo Partido Baath desde 1963, embora o poder atual esteja concentrado na Presidência e um pequeno grupo de políticos e militares autoritários. O atual presidente é Bashar al-Assad, filho de Hafez al-Assad, que governou de 1970 até sua morte em 2000.
A população predominante é de muçulmanos sunitas, mas com uma significante população de alauitas, drusos e minorias cristãs.
Etnicamente, cerca de 90% da população é árabe e aproximadamente 10% pertencem à minoria curda.
A Síria tem uma área de 185 mil km² e está dividida geograficamente em quatro regiões.
A faixa costeira, fértil, com 180 km de costa abrupta e rochosa, que se estende entre o Líbano e Turquia. As colinas Ansariyah (Jebel an-Nusariyah) formam praticamente a costa norte, e servem de base ao Sahl Akkar (planalto Akkal) ao sul. Os planos aluviais férteis são intensamente cultivados durante todo ano. Os portos mais importantes são Latakia e Tartesos. Em Baniyas existe uma refinaria de petróleo.
As montanhas Jebel an-Nusariyah formam uma cordilheira que se estende de norte a sul no interior da faixa costeira. A altura media é de 1.000 m. São freqüentes as nevadas em seus picos no inverno. A faixa dos montes do planalto marcam a fronteira entre Síria e Líbano com uma altura média de 2.000 m. A montanha mais alta da Síria é Jebel ash-Sheikh, conhecido na Bíblia como Monte Hermon, com 2.814 m. O maior rio que nasce nessa cordilheira é o Barada. Outras regiões menores incluem o Jebel Druso, ao sul perto da fronteira com Jordânia e o Jebel Abu Rujmayn ao norte de Palmira.
Exceto na costa de clima mediterrâneo, nas montanhas e nas regiões banhadas pelos rios predomina a estepe. Aí se encontra Damasco, Homs, Hama, Alepo, Deir ez-Zor, Hassake e Qamishle, banhada pelo Orontes, o Eufrates e o Khabour.
O deserto conta com alguns grandes oásis como o de Palmira e ocupa o sudoeste do país, onde acampam os beduínos com seus milhões de cabeças de gado bovino. Sua privilegiada situação no meio de ricas terras produtoras de cereais, algodão, e leguminosas, lhe confere papel de importante mercado agrícola.
A Síria também é cortada pelos oleodutos que levam seu petróleo juntamente com o do Iraque em direção à costa libanesa por um lado, e por outro, em direção a Baniyas, localidade perto de Latakia, principal porto comercial sírio.
A maioria da população da Síria vive no vale do Rio Eufrates, uma faixa fértil entre as montanhas costeiras e o deserto.

Fonte: Wikipedia
Mapa: www.infoescola.com

PRINCIPAL