Rua Doutor Léon Roussoullières (Jardim Carioca) - CEP: 21931-540


Juiz de Direito, Léon Roussoulières (somente com um "L") nasceu na França.
Casou-se com Maria José Ferreira Brant - falecida em 26 de julho de 1963 - em Diamantina (MG).
Em 1909, foi delegado-auxiliar da Chefia de Polícia em Uberaba. Foi também diretor da Imprensa Oficial de Minas Gerai entre 1914 e 1918.
Entre 1927 e 1930, foi juiz federal na seção do Estado do Rio de Janeiro.
Aposentou-se em 1934.
Faleceu em 30 de outubro de 1948.

Fonte: "A Experiência de Ser Tipógrafo e a Ação da Associação Beneficente Tipográfica no Movimento Operário de Belo Horizonte (1897-1930)", de Renata Garcia Campos Duarte (http://repositorio.ufu.br/bitstream/123456789/1338/1/Experi%C3%AAnciaSerTip%C3%B3grafo.pdf), "Tocaia no Fórum - Violência e Modernidade", de Antonio Theodoro Grilo (www.franca.unesp.br/Home/Pos-graduacao/antoniotheodoro.pdf) "O Globo", de 5 de novembro de 1948 e de 27 de julho de 1963 (http://acervo.oglobo.globo.com), www.arvore.net.br, www2.camara.gov.br, www.jusbrasil.com.br, http://archive.org/stream/relatorioapresen1911mina/relatorioapresen1911mina_djvu.txt e http://josedocarmo.blogspot.com.br/2010/07/leopoldina-de-1916.html
Foto: "O Globo", de 7 de novembro de 1933 (http://acervo.oglobo.globo.com)



PRINCIPAL